Engajamento e liderança: o que podemos aprender com o voluntariado

Na própria origem do termo, engajamento significa algo que você faz de forma voluntária, por iniciativa própria.

Estimular o espírito de voluntariado no ambiente de trabalho pode ser uma forma inovadora de gerar uma sensação de realização, orgulho e satisfação na sua equipe.

Essa energia positiva pode ajudar a melhorar o envolvimento, a aliviar as tensões e a promover novas perspectivas para problemas do dia a dia.

Muito antes de fundar a Manifesto 55, nós tivemos nossas primeiras experiências “profissionais” de forma voluntária, a partir da participação em atividades extracurriculares em ONGs durante na época de estudante.

Essas experiências nos marcaram profundamente, e muito das nossas crenças sobre liderança, facilitação e engajamento vieram desse contexto.

Trabalhar em um contexto de voluntariado irá ajudar o líder a colocar em prática o pensamento estratégico, o gerenciamento de mudanças e as habilidades de resolução de problemas.

O grande desafio é trazer a mesma motivação e inspiração do voluntariado para o ambiente das organizações, obtendo, assim, resultados superiores.

A conexão está nas atitudes da organização e de seus líderes para criar ambientes tão inspiradores e motivadores quanto o do voluntariado.

Esse é o tema pertinente e estimulando do artigo de hoje, confira!

Desenvolvendo habilidades profissionais com o voluntariado empresarial

Quem é voluntário sabe o quanto essas atividades ajudam a desenvolver as mais variadas habilidades e competências.

Ao realizar um trabalho voluntário sua equipe irá conhecer e se adaptar a novas situações que não faziam parte do seu cotidiano.

O simples fato de um colaborador acreditar em uma causa gera uma motivação que tem como consequência a influência para que outras pessoas também acreditem e se dediquem ao projeto em questão.

Quando um indivíduo sai de sua zona de conforto, aprende a conviver com outras pessoas, mesmo aquelas que ele não possui nenhuma afinidade inicial.

Tal comprometimento com outras pessoas, faz com que o voluntário empresarial desenvolva a consciência de que o reconhecimento pelo seu trabalho não precisa ser unicamente financeiro.

Os laços entre a equipe são fortalecidos pelo simples fato de que uma pessoa depende da outra para que o resultado final do trabalho sempre fique melhor ou mais rápido.

Periodicidade, horário e disponibilidade devem ser respeitados por todos, pois existem aqueles que dependem deste compromisso.

Dessa forma, a atividade voluntária se torna um exercício de empatia, reconhecimento e humildade.

O voluntariado ajuda, ainda, a demonstrar flexibilidade e a adotar uma postura de quem enxerga prioritariamente oportunidades ao invés de problemas.

Quem tem esta característica consegue pensar em alternativas e sempre vê soluções para as dificuldades que surgem.

É o equilíbrio de todas essas características que produz uma equipe de alto desempenho.

Aumentando o envolvimento da equipe com o trabalho voluntário

Os profissionais não estão procurando apenas um emprego, mas um propósito.

Eles têm desejado cada vez mais empreender no campo social por acreditarem que é importante criar algo para si e também para o mundo.

Muitas organizações têm adotado programas de voluntariado como forma de envolvimento da equipe.

Quando a organização faz do voluntariado uma parte integrante das estratégias de engajamento de seus funcionários, ela está um passo mais perto de criar um local de trabalho irresistível e estimulante.

Além disso, a prática é também uma oportunidade fantástica para que departamentos e equipes de diferentes níveis profissionais se conectem ao redor de uma única finalidade.

De acordo com estudo da consultoria Santo Caos, apenas 3% dos voluntários gerais começaram pelas empresas.

No entanto, 1/3 de quem é voluntário corporativo foi introduzido no tema pela própria organização. Ou seja, a maioria dos voluntários corporativos já era voluntária em outros lugares.

O mesmo estudo apontou que 88% dos entrevistados acham positivo os funcionários fazerem trabalho voluntário no horário de expediente.

O sucesso da empreitada é dependente de como se conecta os funcionários com as causas que lhes interessam e as organizações que realmente podem se beneficiar de suas habilidades e experiências.

Às vezes, a maior contribuição que sua organização pode oferecer para o terceiro setor é o seu serviço profissional altamente especializado.

Não só os colaboradores envolvidos passam um período fazendo algo significativo, mas o resto da equipe também acaba se motivando com o entusiasmo de ver os resultados de seu trabalho em tempo real.

Aumentar o envolvimento dos funcionários nem sempre é uma tarefa fácil, mas os programas de voluntariado podem ser uma das formas mais eficazes de enriquecer sua cultura organizacional e construir um legado de evolução em que os funcionários acham gratificante e recompensador fazer parte.

E na sua organização, existe algum programa de trabalho voluntário? O que está em jogo? Como vocês fazem a diferença? Compartilhe conosco nos comentários e inspire outras pessoas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Impact Hub Floripa

Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, 3339
Sala 101, bloco B – Rio Tavares, 88048-301
Florianópolis - SC - Brasil

contato@manifesto55.com

Assine nossa Newsletter

Receba novidades da Manifesto 55, enviadas a cada 3 meses, diretamente no seu e-mail.

Redes Sociais

Junte-se a nós e acompanhe nossa Jornada pelas redes sociais

Copyright © 2019
MANIFESTO 55 | Experiências Transformadoras
Política de Privacidade