Estilos de aprendizagem e o autodesenvolvimento

Continuando a reflexão que iniciamos com o artigo “Aprendizagem 4.0 – Como se desenvolver como um aprendiz exponencial” vamos propor algumas estratégias metodológicas para desenvolver sua aprendizagem!

Como já mencionamos aqui, foi Howard Gardner que desenvolveu a teoria das múltiplas inteligências.

Acreditamos que o autoconhecimento que a teoria das múltiplas inteligências oferece seja mais produtivo para o aprimoramento individual do que os tradicionais testes de Q.I.. Isso porque esses testes costumam medir a memória de curto prazo e um conhecimento limitado.

Logo, nossa sugestão é que você faça o teste indicado aqui, avalie o resultado e reflita sobre suas respostas, se foi verdadeiro com você mesmo. Esse processo de reflexão sobre as respostas e sobre seu comportamento são práticas necessárias para o desenvolvimento da metacognição.

Qualquer indivíduo que conheça suas múltiplas inteligências, utilize a técnica VARK para identificar sua forma de aprender, e pratique os exercícios de metacognição, se tornará mais conhecedor de si mesmo e, com isso, avançará no autoconhecimento necessário para aprimorar sua aprendizagem.

Os quatro estilos de aprendizagem de Kolb

Em 1984, o educador David Kolb apresentou um estudo no qual identifica que podemos mapear o processo de aprendizagem sobre dois eixos: processamento (como fazemos as coisas) e percepção (como pensamos sobre as coisas). Para estruturar seu pensamento, ele construiu um esquema em formato círculo e o chamou de ciclo de aprendizagem.

Kolb complementa os estudos descrevendo o processo de aprendizagem tendo como base um ciclo contínuo de quatro estágios:

  • Experiência Concreta (agir)
  • Observação Reflexiva (refletir)
  • Conceitualização Abstrata (conceitualizar)
  • Experimentação Ativa (aplicar)

Passar por cada um deles é uma forma de refletir sobre o seu aprendizado. — KOLB, C.A.

Kolb também definiu quatro estilos de aprendizagem, que são: divergente; assimilador; convergente; e acomodador. Os estilos de aprendizagem são preferências na forma de perceber, organizar, processar e compreender a informação.

Gostaria de saber qual é o seu? Faça o teste aqui.

 

Com base nessas teorias e aplicando essas ferramentas, você já começa a ampliar sua capacidade de perceber e modificar seus processos de pensamento.

Com base no ciclo de aprendizagem, elaborei um diagrama com sugestões de estratégias metacognitivas de aprendizagem.

O aprendiz protagonista

No âmbito dos conhecimentos e da aprendizagem, o aprendiz protagonista precisa atender suas próprias necessidades de estudo, transcender a mera absorção de conteúdo e oportunizar o autodesenvolvimento nas competências para que possa aprender de forma autônoma ao longo da vida.

Autorregulação do aprendizado

Um dos processos que podem auxiliar o desenvolvimento dessas competências, no campo da educação, é o investimento na autorregulação da aprendizagem.

A autorregulação da aprendizagem pode ser definida como um processo de autogerenciamento de pensamentos e comportamentos para se atingir um determinado objetivo de aprendizagem.

Utilizando as sugestões de estratégias das tabelas acima, você será capaz de criar um planejamento mais coerente com suas características individuais, estruturando suas metas, os momentos de reflexão e a avaliação sobre seu próprio aprendizado.

Por exemplo, um indivíduo A-auditivo, segundo a técnica VARK, pode fazer uso de gravações de aula, podcasts e leitura em voz alta. Esse mesmo indivíduo tem o estilo convergente, segundo KOLB, logo precisa de experimentações abstratas e ativas (conforme o diagrama apresentado acima). Para isso, ele aprenderá melhor compartilhando o conteúdo e realizando sessões práticas.

Então, talvez uma boa estratégia seja formar grupos de estudo em que os integrantes façam apresentações curtas sobre o conteúdo, com preparação e leitura prévia. Após essas apresentações, o ideal é que cada um faça uma simulação prática do que foi apresentado.

É importante que ao longo dessas práticas você faça uma avaliação sobre o seu processo de aprendizagem, considerando a retenção de informação, a construção do conhecimento e a satisfação ao realizar as atividades.

* Este artigo é o segundo da série Aprendizagem 4.0, escrita pelo Thiago Freire, Manifellow da Manifesto 55. Caso tenha interesse em escrever para nosso blog, entre em contato conosco 🙂

Quer receber mais conteúdos como este em seu e-mail? Assine nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Impact Hub Floripa

Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, 3339
Sala 101, bloco B – Rio Tavares, 88048-301
Florianópolis - SC - Brasil

contato@manifesto55.com

Assine nossa Newsletter

Receba novidades da Manifesto 55, enviadas a cada 3 meses, diretamente no seu e-mail.

Redes Sociais

Junte-se a nós e acompanhe nossa Jornada pelas redes sociais

Copyright © 2019
MANIFESTO 55 | Experiências Transformadoras
Política de Privacidade