O que é facilitação e para o que serve?

A palavra ‘facilitação’ aparece cada vez mais em ambientes corporativos e na área de educação como um dos novos jeitos de liderar pessoas e ensinar. Para entender a facilitação de grupos é simples: significa que você, como professor ou gestor de equipes, precisa organizar as conversas e aulas de maneira mais engajadora.

Como? Ao fazer perguntas, estimular o diálogo, escutar com empatia e pensar sobre atividades que deixam as pessoas refletirem e criarem as próprias respostas. Mas facilitação é muito mais do que isso, é um jeito de lidar e pensar que trata com pessoas de um jeito inspirador, ao olhar com atenção o público que está facilitando.

Em um mundo cada vez mais complexo, é quase impossível encontrar situações onde apenas uma pessoa possui todas as respostas, dando ‘ordens’ para o resto; seja um professor ou um chefe. Atitudes como essa limitam o crescimento da equipe e a qualidade das decisões acabam sendo prejudicadas. A participação de todos passa a ser indispensável para cocriar soluções inovadoras e sustentáveis. Logo, senso de propriedade e engajamento são necessários para estimular pessoas a fazer o trabalho e para aprender. O líder facilitador se coloca a serviço da equipe o do grupo.

O papel do facilitador

Facilitação tem a ver com entender e guiar pessoas nos processos de aprendizagem e nos processos de tomada de decisão e resolução de problemas. Além disso, facilitação busca criar engajamento, inclusão, propriedade, troca de conhecimento e ajuda pessoas e grupos a crescerem. A facilitação incentiva a colaboração e mantém um grupo focado e engajado. O facilitador se posiciona como um igual, embora tenha um papel diferenciado, mas buscando entender e guiar as pessoas.

A facilitação pode ser utilizada em diversos contextos. É também uma prática eficaz para conectar diferentes atores na busca de soluções para problemas complexos. Como por exemplo, como implementar em todos os municípios brasileiros a coleta de resíduos sólidos, ou como construir junto com os professores a nova Base Curricular Comum da Educação Brasileira?

Mas como explicar facilitação em uma frase só? O significado de facilitação no dicionário é algo assim: ação ou efeito de facilitar (descomplicar). Literalmente é isso mesmo, descomplicar conteúdos, conflitos e problemas para ajudar no processo de aprendizagem e tomada de decisão. Mas facilitação é também um jeito de pensar e atuar. Na Manifesto 55 dizemos que facilitação é fazer as perguntas certas para as pessoas certas nos momentos certos.

As perguntas certas

Perguntas formam a base de facilitação e são a ferramenta principal do facilitador. Uma pergunta certa guia reflexões e cria propriedade de conteúdo, aprendizagens e decisões. Como facilitador você oferece menos o conteúdo, e foca mais no processo de criação do conteúdo pelo grupo e estimula a participação ao fazer as perguntas certas. O processo de criar boas perguntas é uma parte essencial da preparação de qualquer sessão facilitada.

As pessoas certas

Ao dizer ‘pessoas certas’ não quer dizer que existem ‘pessoas erradas’, mas significa que é preciso garantir que todos os envolvidos estejam representados na sala. Isso inclui, por exemplo, os diferentes públicos que fazem parte de um conflito ou representes de grupos que estão envolvidos numa decisão. Além disso é importante olhar para todas as pessoas presentes e entender bem o contexto e a realidade delas. Quais são suas histórias? Quais são os contextos? Como você pode lidar com isso? Facilitação é isso: olhar sempre, em primeiro lugar, para as pessoas presentes.

Os momentos certos

Todos os grupos passam por um processo de desenvolvimento coletivo. Desde o primeiro contato até o momento de celebração ou encerramento. Além disso, cada grupo tem indivíduos com necessidades diferentes, que podem dificultar ou ajudar o processo. O papel da facilitação é olhar o momento do grupo e os momentos individuais das pessoas, para decidir quais ações podem ajudar melhor o processo, a cada momento.

Quando escrevemos sobre a falta de engajamento, concluímos que pessoas engajadas conseguem trazer curiosidade, dedicação e paixão para o seu dia-a-dia. Acreditamos que a facilitação oferece uma forma muito eficaz de criar mais engajamento. Você concorda com isso? Em que momentos você vivenciou a facilitação de grupos e como isso trouxe mais engajamento? Compartilhe sua experiência conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Impact Hub Floripa

Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, 3339
Sala 101, bloco B – Rio Tavares, 88048-301
Florianópolis - SC - Brasil

contato@manifesto55.com

Assine nossa Newsletter

Receba novidades da Manifesto 55, enviadas a cada 3 meses, diretamente no seu e-mail.

Redes Sociais

Junte-se a nós e acompanhe nossa Jornada pelas redes sociais

Copyright © 2019
MANIFESTO 55 | Experiências Transformadoras
Política de Privacidade